Você está vivendo ou sobrevivendo?


Reconheça em você a força para mudar e/ou melhorar sua situação atual.

Você sente que não tem tempo ou que não está plenamente satisfeita(o) com a sua vida da forma que ela está hoje? Infelizmente esse sentimento é coletivo.


A correria do dia-a-dia, as pressões da sociedade e nossas questões internas, muitas vezes trazem uma sensação grande de angústia. Isso ocorre pois estamos tão conectados com tudo em nossa volta, que nos esquecemos do principal: Estabelecer uma conexão profunda e intensa com nós mesmos.


Quem é você? Quais são os seus desejos, receios, potencialidades?


Já parou para fazer essa análise de forma positiva e acolhedora? Talvez você não saiba todas as respostas, mas tentar já é um grande começo!


Tire um tempo para si. Coloque-se em primeiro lugar.