Dependência de celular: Isso é real

Já parou para pensar nisso?




















Hoje em dia é difícil ver alguém que não utiliza o celular para inúmeras tarefas: Telefonar, checar e-mails, jogar, verificar redes sociais, ouvir música, ver filmes, acessar internet, entre outros. O que não percebemos é que muitas vezes nos tornamos “reféns” desta tecnologia. Isto é, o celular passa de um instrumento de entretenimento para virar um vício O nome desta patologia é Nomofobia.


A Nomofobia nada mais é do que o medo/pavor/angustia que as pessoas sentem de ficar longe dos aparelhos celular/computadores/tecnologia de modo geral. O medo, nesse caso, é de sentir desconectados, incomunicáveis.

Como saber se o uso do celular é atípico ou não? Verifique alguns pontos:


  1. Usar o telefone para absolutamente tudo (não conseguindo ficar longe dele nem por instantes)

  2. Alteração de humor de forma brusca, sentir alívio/prazer ao estar mexendo no celular e sentir grande agitação, euforia, angustia ao ficar longe do celular.

  3. Passar cada vez mais tempo com o celular e sentir que ainda sim não é suficiente.

  4. Grande desconforto emocional ao ficar longe do celular (como uma abstinência).

  5. Conflito com familiares e pessoas mais próxima devido ao uso do celular demasiadamente.

  6. Recaídas constantes. Tentar ficar longe, se afastar e ao voltar, potencializar o uso.

Como você está utilizando seu celular? E as pessoas ao seu redor?


Endereço:

Agendamentos:

Espaço Naturaleza 
Av. Patrício Lima, 2043

Humaitá de Cima, Tubarão/SC

Psicóloga

Jéssica Constantino de Paula

© 2021

  • Preto Ícone YouTube
  • Curta minha página no Facebook
  • Siga-me no Instagram
WhatsApp